Nem Brasil ou EUA tiveram uma vaga de Covid-19 tão forte como Portugal - Plataforma Media

Nem Brasil ou EUA tiveram uma vaga de Covid-19 tão forte como Portugal

Terceira vaga portuguesa é das mais violentas no mundo desde o início da pandemia. Comparando com Portugal hoje, as maiores vagas registadas em Espanha e Itália até parecem pequenas.

A terceira vaga de Covid-19 em Portugal – de que o país se começa a livrar, mas que ainda está longe de passar por completo – foi mais forte do que qualquer uma das vagas que atingiu Itália, Espanha, Estados Unidos da América ou mesmo o Brasil desde o início da pandemia.

A conclusão é visível no site Our World in Data, desenvolvido pela Universidade de Oxford, com base em dados oficiais, pelos ângulos dos números de infeções ou de vítimas mortais – tudo numa análise per capita, ou seja, tendo em conta a população de cada país.

Máximo de mortes

Analisando a chamada média móvel dos últimos sete dias – menos sensível a variações diárias abruptas, daí ser um indicador usado por vários especialistas -, no início de abril de 2020, a Espanha atingiu um pico de 18 mortes por dia por cada milhão de habitantes. Em Itália, o pico máximo chegou – dias antes de Espanha – às 13,5 mortes.

Em Portugal, desde 21 de janeiro de 2021, há três semanas, que o número médio diário de mortos ultrapassou os 18 por cada milhão de habitantes, chegando no dia 1 de fevereiro a um pico de 28,5, descendo a partir desse momento mas continuando, ainda hoje, acima de 20 – mais do que em qualquer vaga espanhola, italiana, brasileira ou norte-americana.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
PortugalSociedade

46% dos portugueses antecipam confinamento até à Páscoa

PortugalSociedade

Vai-se a pandemia, ficam as máscaras?

PortugalSociedade

82% querem escolas fechadas mais duas semanas

PortugalSociedade

Está cada vez mais difícil manter os portugueses em casa

Assine nossa Newsletter