Ministro defende mais divulgação da Luta de Libertação Nacional - Plataforma Media

Ministro defende mais divulgação da Luta de Libertação Nacional

O ministro da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos “Liberdade”, defendeu, esta quinta-feira, em Caxito, província do Bengo, que se deve continuar a divulgar mais a História de Angola, sobretudo os feitos da Luta Armada de Libertação Nacional, que permitiu o alcance da Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975.

Liberdade, que discursava no acto central do 60º aniversário do Dia do Início da Luta Armada de Libertação Nacional, considerou que “um povo sem história é um povo sem cultura”. Disse ser necessário transmitir à juventude angolana o quanto custou a liberdade, sem olhar para a identidade partidária, cor ou credo religioso.

O governante considerou que, 45 anos de Independência, trabalhou-se imenso para que os angolanos vivessem com dignidade e a estabilidade política permitiu iniciar um período do nível de crescimento económico que produziu alguns resultados positivos em várias áreas, com destaque para a diversificação da economia, que estava totalmente dependente do petróleo.

Referiu que a comemoração do 6oº aniversário do Início da Luta Armada de Libertação Nacional, que esteve ano decorre sob o lema “4 de Fevereiro, preservar e honrar a memória dos Heróis da Pátria”, acontece num momento de grandes desafios que testa a resistência dos angolanos.

O principal destes desafios, disse, é combater a pandemia da covid-19, que a escala mundial vai impondo restrições, alterando o estilo de vida das populações e sistemas económicos. Segundo João dos Santos, o Executivo reconhece as dificuldades com que o sector de Saúde ainda se debate, mas, em tempo útil, sublinhou, tomou um conjunto de medidas para proteger a população da pandemia.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter