Autoridade Palestina começará vacinação contra a covid-19 em meados de fevereiro - Plataforma Media

Autoridade Palestina começará vacinação contra a covid-19 em meados de fevereiro

A Autoridade Palestina receberá em meados de fevereiro 50.000 vacinas contra o coronavírus e lançará sua campanha de vacinação na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, disse o primeiro-ministro, Mohammed Shtayyeh, nesta segunda-feira (1o).

O governo palestino anunciou nas últimas semanas que assinou vários contratos com laboratórios estrangeiros. Além disso, declarou que esperava a chegada de um primeiro lote de doses anticovid-19 para o início de fevereiro graças ao dispositivo “Covax” de assistência aos países mais desfavorecidos, lançado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Aliança para as Vacinas (Gavi). 

A Autoridade Palestina receberá um “primeiro lote de 50.000 vacinas, procedentes de várias fontes, sendo a Covax a mais importante e, portanto, a vacinação começará em meados deste mês”, afirmou Shtayyeh antes da reunião semanal de seu governo em Ramallah, na Cisjordânia ocupada.

O primeiro-ministro destacou que parte das vacinas será distribuída na Faixa de Gaza, um enclave de dois milhões de habitantes separado da Cisjordânia pelo território israelense. 

O ministério palestino da Saúde registrou 107.816 casos de covid-19 e 1.314 mortes na Cisjordânia ocupada.

Na Faixa de Gaza, o movimento islâmico Hamas, no poder, relatou 51.527 contágios e cerca de 520 mortes por causa do coronavírus.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
DesportoMundo

Um clube árabe contrata pela primeira vez um jogador de Israel

MundoPolítica

Fações palestinianas convocam "Dia da Ira" contra anexação israelita

Assine nossa Newsletter