Viveu três meses em aeroporto dos EUA porque tinha medo da covid-19 - Plataforma Media

Viveu três meses em aeroporto dos EUA porque tinha medo da covid-19

Alegando ter medo de regressar a casa por causa da pandemia, um homem viveu durante três meses, sem ser descoberto, numa área restrita do aeroporto de O’Hare, em Chicago, Estados Unidos da América.

Aditya Singh, de 36 anos, vivia desde outubro no aeroporto de O’Hare, em Chicago. Foi detido este fim de semana e está acusado do crime de invasão de área restrita.

O jornal “Chicago Tribune”, que relata o caso, revela que Aditya foi abordado, no sábado passado, por dois funcionários da companhia aérea United Airlines, que lhe pediram para verificar a identificação. O homem terá mostrado um crachá de identificação, que tinha sido dado como perdido a 26 de outubro e que pertencia a um gestor de operações do aeroporto.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
MacauSociedade

Antes, durante e depois da quarentena

BrasilPolítica

Brasil é o 2º país com mais barreiras de entrada no exterior por conta do coronavírus

BrasilSociedade

Brasil bate recorde e supera EUA em novas mortes por Covid por milhão de habitantes

Mundo

Alemanha adota plano de suspensão progressiva do confinamento

Assine nossa Newsletter