Homem armado é preso perto do Capitólio dos EUA - Plataforma Media

Homem armado é preso perto do Capitólio dos EUA

Um homem fortemente armado foi preso na sexta-feira (15) em Washington enquanto tentava passar por um dos muitos postos de controle perto do Capitólio, onde o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, tomará posse em alguns dias, de acordo com um relatório policial consultado pela AFP.

Wesley Allen Beeler, da Virgínia, foi pego a poucos metros da sede do Congresso dos Estados Unidos na noite de sexta-feira. A polícia encontrou uma pistola carregada e mais de 500 cartuchos de munição com o homem, que foi preso. 

Ele tentou usar uma credencial falsa para ter acesso à área restrita onde será realizada a cerimônia, segundo o documento apresentado ao Tribunal Superior de Washington, DC.

Beeler foi preso por acusações que incluem porte de arma de fogo não registrada e porte ilegal de munição, de acordo com o relatório.

“Foi um erro de boa fé”, disse Beeler ao jornal Washington Post após ser libertado.

“Parei em um posto de controle depois de me perder em Washington porque sou um menino do interior. Mostrei a eles a credencial de acesso à cerimônia que haviam me dado”, acrescentou.

Diante do violento ataque ao Capitólio por apoiadores de Trump em 6 de janeiro, Washington tomou uma série de medidas nos últimos dias e parece um campo de guerra, com blocos de concreto e arame farpado.

Às vésperas da cerimônia de posse do democrata Joe Biden, em 20 de janeiro, as autoridades temem novos problemas não apenas na capital americana, mas também em outros pontos do país.

Membros da Guarda Nacional foram mobilizados em vários estados e cercas foram erguidas em torno de alguns parlamentos locais, como na Califórnia e em Minnesota.

Normalmente, a cerimônia de posse é uma oportunidade para centenas de milhares de americanos irem à Washington a cada quatro anos e comprarem todos os tipos de produtos com a imagem de seu presidente, antes de vê-lo prestar juramento na escadaria do Capitólio.

O evento, porém, terá um sabor especial este ano: o Passeio Nacional, a vasta esplanada ao pé do prédio do Congresso, será fechado ao público.

Somente pessoas credenciadas poderão entrar na área e é provável que o número de militares que patrulham a capital ultrapasse o número de espectadores.

Artigos relacionados
MundoPolítica

Chefes do Pentágono de Trump indiciados pela reação lenta ao ataque ao Capitólio

Mundo

Câmara Baixa dos EUA antecipa fim da sessão face a alerta de ataque ao Capitólio

MundoPolítica

Governador de Nova York acusado de assédio sexual por segunda mulher

MundoPolítica

Trump fará primeiro discurso público após deixar presidência

Assine nossa Newsletter