Como 'Bridgerton' e outras séries alteram a História com negros e gays ao comando - Plataforma Media

Como ‘Bridgerton’ e outras séries alteram a História com negros e gays ao comando

Dramas de época estão a chegar às plataformas de streaming com elencos diversos e argumentos que mudam o passado que conhecemos

É temporada de debutantes na Inglaterra do início do século 19. Cada jovem dama da aristocracia é apresentada à rainha e passa a frequentar eventos sociais pomposos em busca de um marido. Um dos mais aguardados bailes acontece na propriedade de Lady Danbury, onde as saias dos vestidos se aglomeram no salão e formam um emaranhado de cores que se entrelaçam delicadamente.

Eis que uma figura esbelta surge na multidão e capta a atenção dos convidados. É o duque de Hastings e, ao contrário do que os leitores da série de livros “Bridgerton” e outros fãs de romances de época esperavam, ele é um homem negro —e não atrai os olhares pela cor de sua pele, mas por ser o solteiro mais respeitado e cobiçado de Londres.

Lançada no final do ano passado, a adaptação da obra para a TV tem frequentado as listas de mais vistos da Netflix. Para além do poder de persuasão de sua trama novelesca, “Bridgerton” tem suscitado debates por apresentar uma aristocracia inglesa muito mais diversa do que ela foi na vida real.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Artigos relacionados
BrasilCultura

Netflix anuncia 'Maldivas', nova série brasileira com Manu Gavassi, Bruna Marquezine e Sheron Menezes

Cultura

Ministro britânico pede que Netflix diga que The Crown é ficção

CulturaMundo

La Casa de Papel: Netflix anuncia novidades sobre a nova temporada

Assine nossa Newsletter