Cerca de 150 portugueses votaram antecipadamente em Timor-Leste para as Presidenciais portuguesas

Cerca de 150 portugueses votaram antecipadamente em Timor-Leste para as Presidenciais portuguesas

Cerca de 150 portugueses atualmente em Timor-Leste votaram antecipadamente nos últimos três dias na Embaixada de Portugal em Díli para as eleições presidenciais portuguesas, disse à Lusa fonte consular.

Portugueses que estão em Díli e recenseados em Portugal puderam exercer o seu direito de voto entre terça e quinta-feira, devendo os boletins ser agora enviados para Portugal, onde serão canalizados para as diferentes mesas eleitorais.

“Os boletins vão ser enviados da forma mais expedita possível e o Ministério dos Negócios Estrangeiros está a fazer um esforço para lidar com as várias situações causadas pela situação da pandemia. Timor-Leste é uma das situações de alta complexidade”, referiu.

“Já foi um processo complexo garantir que os boletins e demais materiais chegavam cá a tempo para o voto antecipado”, sublinhou.

Timor-Leste está atualmente no seu nono período de 90 dias de estado de emergência devido à covid-19, com restrições nos voos internacionais, entre outras, o que condiciona o envio de material de e para o país.

Os portugueses recenseados em Timor-Leste terão oportunidade de votar presencialmente nos dias 23 e 24 de janeiro, entre as 08:00 e as 19:00, com esses votos a serem contados localmente, explicou a mesma fonte.

“O escrutínio desses votos será feito cá. E depois haverá também um mecanismo de verificação com o envio dos boletins para cumprirem a tramitação legal”, disse.

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Estado vai "poupar" cerca de 2,8 milhões com as Presidenciais

PolíticaPortugal

Oficial: Marcelo Rebelo de Sousa reeleito Presidente da República de Portugal

PolíticaPortugal

Eleições em Portugal serenas com afluência matinal maior do que em 2016

PolíticaPortugal

Covid impede 45 mil eleitores infetados de votar nas presidenciais

Assine nossa Newsletter