Tráfico de haxixe e heroína dispara em ano de pandemia - Plataforma Media

Tráfico de haxixe e heroína dispara em ano de pandemia

Polícia Judiciária confiscou milhões de euros a traficantes, mas cartéis cada vez mais violentos adaptaram-se a novas exigências do mercado.

As autoridades portuguesas apreenderam, no ano passado, mais de 29 toneladas de haxixe, uma quantidade nove vezes superior à de 2019. E a apreensão de heroína quase duplicou, ultrapassando os 22 quilos. Dados da Polícia Judiciária (PJ) mostram que também foram confiscados 12,5 milhões de euros, em dinheiro vivo, a cartéis com atividade em Portugal. Mas, além de contas bancárias congeladas, os traficantes ficaram sem mais de uma centena de carros, nove barcos e até uma aeronave usados no tráfico.

Os números da realidade nacional acompanham a tendência europeia, que, em ano marcado pela covid-19, foi de aumento do tráfico de estupefacientes. A Europol alerta, aliás, para os lucros cada vez maiores das organizações criminosas internacionais, que não hesitam em recorrer a assassinos contratados e a ataques bombistas para dominar os seus territórios.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Redes sociais substituem darknet no tráfico de droga

Sociedade

Consumo de droga aumenta na Europa

ChinaPolítica

Escola em Hong Kong busca voluntários para se confinar antes de visita de Xi Jinping

ChinaEconomia

Grande Baía: Ho Iat Seng pede esforços conjuntos para a retoma económica

Assine nossa Newsletter