Nem a vacina salva o turismo em 2021 - Plataforma Media

Nem a vacina salva o turismo em 2021

Banco Mundial melhorou previsões económicas para o ano passado, mas cortou na recuperação prevista para este ano. Entre as economias avançadas, zona euro é das mais afetadas.

As economias muito dependentes do turismo não poderão contar com este setor para recuperarem os níveis de atividade económica durante este ano. A indicação é dada pelo Banco Mundial nas previsões económicas mundiais divulgadas ontem.

“Vários setores de serviços vitais para a economia da região – em particular o turismo – permanecem deprimidos e não devem recuperar até que uma gestão eficaz da pandemia melhore a confiança na segurança das interações pessoais”, avisa a instituição sediada em Washington. Ou seja, economias muito dependentes dos serviços ligados ao setor do turismo, como o caso de Portugal, podem registar uma retoma mais lenta.

O impacto sem precedentes neste setor é avaliado comparando com outros eventos que afetaram ou causaram grande destruição económica, como o atentado terrorista em Madrid, no dia 11 de março de 2004 e a crise financeira global de 2008/2009. Em nenhum destes momentos o turismo sofreu uma destruição tão elevada. As projeções apontam para uma queda brutal das atividades ligadas a este setor de 98,4% na zona euro, ou seja, praticamente parou.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
AngolaEconomia

Banco Mundial vai emprestar mais 905,3 milhões de dólares a Angola

MoçambiqueSociedade

Banco Mundial dá 100 milhões para transformar Maputo

Cabo VerdePolítica

Banco Mundial dá 4,18 ME a Cabo Verde para financiar vacinas

EconomiaLusofonia

Cabo Verde é o melhor país lusófono em África para fazer negócios

Assine nossa Newsletter