Megafesta ilegal de Réveillon com 2500 foliões interrompida este sábado em França - Plataforma Media

Megafesta ilegal de Réveillon com 2500 foliões interrompida este sábado em França

A festa ilegal de Réveillon começou na noite de quinta-feira no oeste de França foi interrompida na manhã deste sábado. Muitos dos cerca de 2.500 convidados foram multados e deixaram o local, informaram autoridades

“Não houve intervenção da polícia”, destacou o município de Ille-et-Vilaine (oeste de França), e especificou que os agentes que controlam as vias de acesso ao local simultaneamente realizaram operações de controlo e aplicação de multas. 

Houve “interrupção da música” e desmontagem de pelo menos uma torre de som, durante a noite de sexta-feira para sábado. A estrutura tocava desde quinta à noite para dois hangares transformados em discoteca em Lieuron, ao sul da cidade de Rennes (oeste). Isso apesar do toque de recolher obrigatório decretado na França na “véspera de Ano Novo de 31 de dezembro” devido à ameaça de um surto de covid-19 no país. 

“As forças de segurança interna, numerosas esta noite a meu pedido, e os controles intensivos postos em prática levaram ao fim da festa ilegal em Lieuron, sem violência. Continuamos os controlos, e cada participante é multado ao deixar o local”, tuitou Gerald Darmanin, Ministro do Interior francês.

Mais de 1.200 multas foram impostas e um “camião, equipamento de som e geradores” foram apreendidos, segundo Darmanin. 

As multas foram aplicadas por “descumprimento do toque de recolher, não uso da máscara e participação ilegal em manifestação”, segundo a autarquia.

-Reforços policiais – 

Os participantes começaram a sair da festa às 05h30 locais, segundo a mesma fonte. Às 10h15 de 2 de janeiro, o local ficou “sob controlo policial”. 

Na manhã deste sábado, cerca de metade do estacionamento onde os foliões deixaram os seus veículos já estava vazio, constatou um fotógrafo da AFP. 

Posteriormente, a autarquia, Proteção Civil e a Techno +, associação para a prevenção de riscos, estimaram em “algumas centenas” o número de foliões que ainda se encontravam no local na manhã de sábado, apesar que não haver números consolidados disponíveis. 

Reforços da polícia continuaram a chegar ao local na manhã de sábado, disse um fotógrafo da AFP, para reforçar gradual e calmamente o dispositivo de segurança em torno do local da festa.

Artigos relacionados
MundoSociedade

Depois de França e Espanha, Suécia e Itália reportam casos da nova variante

Assine nossa Newsletter