Milhões perdem auxílio desemprego nos EUA após Trump se recusar a assinar projeto - Plataforma Media

Milhões perdem auxílio desemprego nos EUA após Trump se recusar a assinar projeto

Republicano disse que pacote de ajuda concede muito dinheiro para interesses especiais

Milhões de norte-americanos tiveram seus benefícios de desemprego expirados no sábado, depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, se recusou a sancionar pacote de US$ 2,3 trilhões sobre gastos e ajuda durante a pandemia, ao protestar que o texto não era suficiente para ajudar pessoas comuns.

Trump surpreendeu tanto republicanos quanto democratas quando disse esta semana que estava insatisfeito com o enorme projeto de lei, que forneceria US$ 892 bilhões em alívio pelo coronavírus, incluindo benefícios especiais de desemprego que expiraram em 26 de dezembro, e US$ 1,4 trilhão para gastos regulares do governo.

Sem a assinatura de Trump, cerca de 14 milhões de pessoas podem perder esses benefícios extras, de acordo com dados do Departamento de Trabalho. Uma paralisação parcial do governo começará na terça-feira, a menos que o Congresso chegue a um acordo sobre um projeto provisório de financiamento do governo antes disso.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Artigos relacionados
DesportoMundo

Campeão olímpico norte-americano acusado por invasão ao Capitólio

MundoPolítica

Chance de Trump perdoar a si mesmo ganha urgência na semana final

Política

Trump, a um passo de um segundo impeachment após o ataque ao Congresso dos EUA

MoçambiqueMundo

Cabo Delgado: EUA reitera apoio a Maputo após visita de subsecretário da Defesa

Assine nossa Newsletter