"Muitos entram sem fazer teste à Covid-19." Rio está "muito preocupado" com fronteiras - Plataforma Media

“Muitos entram sem fazer teste à Covid-19.” Rio está “muito preocupado” com fronteiras

O líder do PSD considera, depois da reunião com os membros do SEF, que a falta de recursos humanos e de condições nas instalações do SEF levam a casos como o do ucraniano que morreu no Aeroporto de Lisboa.

Rui Rio alerta que não estão a ser feitos testes à Covid-19 aos cidadãos que chegam a Portugal. Após uma reunião com representantes dos trabalhadores e sindicatos do SEF, o líder do PSD mostrou-se “muito preocupado” com os relatos que ouviu e disse mesmo que “não queria ir mais além”.

“Não há um controlo capaz das fronteiras portuguesas, há muita deficiência na forma como se estão a controlar as fronteiras portuguesas. O exemplo que estou a dar é que, inclusive, cidadãos que não trazem o teste feito ou têm de o fazer aqui, muitos entram sem o fazer”, apontou o líder do PSD, alertando ainda que “há casos de uma gravidade maior” do que os que relata.

O presidente do PSD diz ter ficado “muito preocupado” com o que percebeu da “fiscalização que se está ou não se está a fazer nas fronteiras portuguesas”.

A reunião com os elementos do SEF deixou Rui Rio consciente de que “há falta de meios humanos e de instalações”. O líder social-democrata exemplificou que essa falta de instalações leva a que “estejam mais de 100 pessoas a aguardar repatriamento em locais onde só cabem 50, o que gera tensões altamente indesejáveis e que podem levar a abusos, nunca como aquele que aconteceu com o cidadão ucraniano, ainda assim é conveniente que instalações sejam adequadas ao necessário”.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Costa ganha em todos os golpes e ameaça levar Rio ao tapete

PolíticaPortugal

Rui Rio critica Governo por querer aumentar salário mínimo

Assine nossa Newsletter