Milos Perisic: “A agricultura é uma das grandes áreas de cooperação que permite ganhos comuns” - Plataforma Media

Milos Perisic: “A agricultura é uma das grandes áreas de cooperação que permite ganhos comuns”

O embaixador da Sérvia em Angola, Milos Perisic, destacou que vai priorizar a cooperação económica durante a sua missão. Em entrevista ao Jornal de Angola, Milos Perisic, que apresentou as cartas credenciais ao Presidente da República, em Outubro deste ano, apontou a Agricultura como um dos sectores que estará no centro das atenções na cooperação entre os dois países

Pode falar-nos da sua missão em Angola?
Esta é a minha primeira vez estar em Angola. Apresentei as minhas cartas credenciais ao Presidente da República, João Lourenço, no dia  22 de Outubro deste ano. Comecei o meu trabalho como embaixador da Sérvia na República de Angola num momento em que celebramos 45 anos da existência das nossas relações diplomáticas. Nós reconhecemos a Independência de Angola imediatamente depois da proclamação da Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975. Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para felicitar o povo e o Governo angolano pela celebração dos 45 anos da Independência Nacional. Celebramos também 45 anos de existência das nossas relações, o que é bom e no futuro vamos continuar a estabelecer a cooperação entre os dois países. A nossa missão aqui é de continuar a promover e melhorar as relações de cooperação entre a Sérvia e Angola. Estamos a cooperar nos domínios da Defesa, Economia e Educação e noutros domínios. O nosso trabalho é tornar as relações mais fortes.

Como avalia as relações políticas e diplomáticas entre Angola e Sérvia?
Como sabe, temos 45 anos de relações diplomáticas entre os dois países, mas as nossas relações são antigas, desde a luta anti-colonial e movimentos de libertação nacional em África e no mundo. Desde o início, tivemos boas relações diplomáticas. Ao longo dos 45 anos de existên-cia das relações diplomáticas, os dois países apoiaram-se mutuamente nas relações bilaterais e multilaterais em todas as áreas de cooperação com interesse mútuo. Com as reformas que estão a ser introduzidas pelo Presidente João Lourenço, Angola vai ser um grande país. Trocamos sempre visitas bilaterais.

Leia mais em Jornal de Angola.

Artigos relacionados
Cabo VerdePolítica

Presidente do Camões diz que 2020 foi marco da cooperação portuguesa em Cabo Verde

ChinaEconomia

Cooperação Macau/Shenzhen de olhos postos nos mercados lusófonos

Grande BaíaMacau

Cooperação: Ho Iat Seng de visita a Dongguan e Huizhou

PortugalSociedade

Programa agroflorestal português distribui árvores de sândalo em Timor-Leste

Assine nossa Newsletter