Eduardo dos Santos implica general Kopelipa em caso de branqueamento de capitais - Plataforma Media

Eduardo dos Santos implica general Kopelipa em caso de branqueamento de capitais

O ex-Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, atribuiu ao então ministro de Estado e chefe da Casa Militar, Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, a responsabilidade sobre a forma como foi gerido o Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA), que registou um desfalque de 98.141.632 de euros.

Numa carta de apenas dois pontos, chegada de Barcelona (Espanha), dirigida à Câmara Criminal do Tribunal Supremo durante a fase de instrução preparatória do processo judicial em que o ex-director do extinto GRECIMA, Manuel António Rabelais, é acusado dos crimes de branqueamento de capitais, peculato e violação de normas de execução do plano e orçamento, José Eduardo dos Santos escreve que não tem nada que esclarecer, porque a questão da gestão do GRECIMA foi acompanhada pelo general na reforma Manuel Hélder Vieira Dias.

 A carta, lida, ontem, na terceira sessão da audiência de discussão e julgamento de Manuel Rabelais e Hilário Santos, termina afirmando que “se mais esclarecimentos forem necessários, Manuel Hélder Vieira Dias também os podia fazer, desde que não se trate de matéria de Segredo do Estado.” O juiz principal da causa afirmou que a carta de José Eduardo dos Santos cria uma “nuvem cinzenta” em relação a algumas questões feitas desde o início do processo. 

O magistrado judicial afirmou que muitas questões deviam mesmo ser colocadas ao general na reforma, porque a gestão da instituição era dele. Os juízes admitem mes-mo a possibilidade de, em função de toda essa confusão sobre quem geria o GRECIMA, chamar ao processo como declarante Hélder Vieira Dias “Kopelipa” para ser ouvido.

Leia mais em Jornal de Angola

Este artigo está disponível em: English

Related posts
AngolaPolítica

Combate à corrupção marca os quatro anos de governação de João Lourenço

AngolaPolítica

José Eduardo dos Santos regressa hoje a Luanda após dois anos de ausência

BrasilPolítica

Milhares de pessoas voltam às ruas para protestar contra governo Bolsonaro

AngolaEntrevista

Historiador do MPLA alerta para risco de rotura no partido devido ao combate à corrupção

Assine nossa Newsletter