"Assassino do Twitter" condenado à morte por matar nove pessoas no Japão - Plataforma Media

“Assassino do Twitter” condenado à morte por matar nove pessoas no Japão

Shiraishi entrou em contacto com as vítimas femininas através do Twitter e atraiu-as a sua casa com propostas para as ajudar a morrer

Um japonês de 30 anos foi esta terça-feira condenado por um tribunal de Tóquio à pena de morte por ter assassinado, em 2017, nove pessoas que atraiu a sua casa depois de as ter contactado na rede social Twitter.

O autor confesso das mortes, Takahiro Shiraishi, foi declarado culpado de roubar, assassinar, desmembrar e armazenar os corpos das vítimas na sua casa, na localidade de Zama, na prefeitura de Kanagawa.

O juiz do processo, Naokuni Yano, afirmou que nenhuma das vítimas, apesar de terem manifestado pensamentos suicidas no Twitter, consentiu em ser morta. O consentimento das vítimas foi o principal ponto de debate entre a acusação e a defesa durante o julgamento.

As vítimas, oito mulheres e um homem, com idades entre os 15 e os 26 anos, foram assassinadas entre agosto e outubro de 2017.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
MundoSociedade

"Assassino do Twitter" confessa em tribunal ter seduzido e esquartejado nove vítimas

Assine nossa Newsletter