Portugal ultrapassa as cinco mil mortes por covid-19 - Plataforma Media

Portugal ultrapassa as cinco mil mortes por covid-19

No dia em que ultrapassa as cinco mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia, Portugal regista mais 2597 infetados e 78 óbitos.

Há mais 2597 infetados com covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde desta segunda-feira, que eleva para 325.071 o número total de casos desde março. Desses, 74.187 correspondem a doentes ativos, menos 269 do que ontem. Por outro lado, recuperaram mais 2788 doentes, contabilizando-se agora 245.843 doentes dados como curados.

A região Norte contabiliza mais 1231 infetados, o que equivale a cerca de 47% do total de novas infeções (o valor da percentagem tem vindo a sofrer um decréscimo), elevando para 170.952 o número total de infetados. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 917 novos contágios (e um total de 106.138). Na região Centro, há mais 292 casos (em 33.154), no Alentejo mais 92 (em 6950), e no Algarve mais 35 (em 5714). O arquipélago dos Açores regista 21 novos casos (em 1192) e o da Madeira mais nove casos (971).

Morreram mais 78 pessoas vítimas de covid-19 em Portugal, que ultrapassa a barreira dos cinco mil óbitos (5041). Trinta e oito vítimas foram registadas na região Norte, 24 em Lisboa e Vale do Tejo, 14 no Centro e dois no Alentejo. Quanto às idades, 57 pessoas tinham mais de 80 anos (35 homens e 25 mulheres), 12 tinham entre 70 e 79 anos (oito homens e quatro mulheres), seis tinham entre 60 e 69 anos (três homens e três mulheres), um homem e uma mulher tinham entre 50 e 59 anos, e morreu ainda um homem na faixa etária dos 30-39 anos.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Portugal com 87 mortos por covid-19. O segundo pior registo da pandemia

PortugalSociedade

Portugal regista o maior número de infeções da semana

PolíticaPortugal

Governo prevê 3,6 milhões de pessoas vacinadas contra a covid no primeiro semestre

PortugalSociedade

Vacinas podem não chegar para toda a gente definida como prioritária

Assine nossa Newsletter