"Plano de vacinação nunca estará fechado. A sua atualização e revisão terá de ser permanente" - Plataforma Media

“Plano de vacinação nunca estará fechado. A sua atualização e revisão terá de ser permanente”

Francisco Ramos já foi secretário de Estado da Saúde cinco vezes, agora foi nomeado pelo Governo para mais uma missão pública: a de coordenar a task force que irá gerir o processo de vacinação contra a covid-19. Ao DN, assume que o plano definido é o adequado à população portuguesa.

No dia em que completou 64 anos, Francisco Ramos, formado em Economia no Instituto Superior das Ciências e do Trabalho e diplomado em administração hospitalar, pela Escola Nacional de Saúde Pública, esteve em frente aos ecrãs de televisão a apresentar o Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19. A missão foi-lhe entregue há pouco mais de duas semanas e depois de ter sido nomeado pelo Governo coordenador da task force que vai gerir todo o processo.

É uma tarefa que é um desafio, mas Francisco Ramos diz estar habituado, pela carreira que percorreu até agora no serviço público. “Trabalhar sob pressão e à pressa não é novo nem estranho para mim”, afirma ao DN no mesmo dia, quinta-feira 3 de dezembro. Diz estar confiante por estar a trabalhar em colaboração com a Direção-Geral da Saúde, um organismo que muito tem feito pela saúde dos portugueses, e com as Forças Armadas.

Leia mais em Diário de Notícias.

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Ministro das Finanças testa positivo à Covid-19

AngolaSociedade

Começa hoje em Angola a testagem obrigatória dos passageiros vindos do exterior

BrasilSociedade

Governo brasileiro usa avião para levar oxigénio para Manaus

MoçambiquePolítica

Ataques em Cabo Delgado. UE pondera criar missão de formação das Forças Armadas em Moçambique

Assine nossa Newsletter