Apreendidas armas de polícias que patrulhavam bairro onde duas meninas foram mortas a tiro - Plataforma Media

Apreendidas armas de polícias que patrulhavam bairro onde duas meninas foram mortas a tiro

Os cinco fuzis e as cinco pistolas que estavam com os policiais militares que patrulhavam a comunidade onde duas crianças morreram, em Duque de Caxias, foram apreendidos pela Polícia Civil

Os cinco policiais envolvidos na ação foram ouvidos pela delegacia, e um confronto balístico será feito para auxiliar a descobrir de onde partiu o tiro que matou as primas Emily Victoria da Moreira, de 4 anos, e Rebeca Beatriz, de 7 anos. Elas brincavam na porta de casa quando foram atingidas, na noite da última sexta-feira, 4. As informações são da BandNews FM Rio.

As vítimas chegaram a ser encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento da região, mas já chegaram mortas ao local. A avó da Rebeca, Lidia Moreira, lembra das meninas como crianças felizes que gostavam de estudar e dançar.

Família contesta PM

Segundo a Polícia Militar, agentes estavam em patrulhamento perto da comunidade do Sapinho quando ouviram disparos de arma de fogo. A corporação afirma, ainda, que não atirou contra a comunidade.

A família contesta a versão e afirma que os policiais dispararam na direção da rua onde as duas crianças estavam. O enterro das meninas, no sábado, 5, foi marcado por muita emoção.

Leia mais em Band

Artigos relacionados
BrasilSociedade

Rio violento: duas meninas mortas a tiro quando brincavam à porta de casa

Assine nossa Newsletter