Tóquio2020: Adiamento para 2021 com custo acrescido de 1,6 mil ME

Tóquio2020: Adiamento para 2021 com custo acrescido de 1,6 mil ME

O adiamento por um ano dos Jogos Tóquio2020 devido à pandemia pode custar mais 1,6 mil milhões de euros em relação ao orçamento inicial de 10,7 mil milhões de euros, um aumento de 15%, segundo os media nipónicos

Os organizadores dos Jogos Olímpicos decidirão oficialmente o montante deste aumento em meados de dezembro, após discussões com o governo japonês e a cidade de Tóquio, informou o jornal Yomiuri Shimbun, citando fontes anónimas encarregadas da organização dos Jogos.

O maior evento desportivo do mundo foi adiado devido à pandemia do novo coronavírus. O seu início está agora previsto para 23 de julho de 2021.

O atraso resultou numa multiplicidade de novos custos, que vão desde a necessidade de fazer novas reservas até à manutenção do pessoal encarregue da organização.

As recentes novas vagas da epidemia, que afetam muitos países, levantaram dúvidas sobre a possibilidade de o evento ter lugar em 2021, mas os organizadores dizem que será seguro.

Artigos relacionados
Desporto

Olimpíadas de Tóquio serão disputadas em 2021, diz presidente do COI

Desporto

Vacinação não é requisito para realizar Tóquio2020

Desporto

Tóquio-2020 nega reunião sobre possível anulação dos Jogos Olímpicos

DesportoMundo

Futebolista japonês Kazuyoshi Miura renova com o Yokohama aos 53 anos

Assine nossa Newsletter