Primeira-ministra da Dinamarca chora e pede desculpa pela gestão da crise dos visons - Plataforma Media

Primeira-ministra da Dinamarca chora e pede desculpa pela gestão da crise dos visons

Visivelmente emocionada, a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, pediu desculpa, na quinta-feira, pela gestão da crise dos visons no país. O Governo decretou o abate de mais de 15 milhões de animais, depois de uma mutação do novo coronavírus ter sido encontrada em quintas de criação, reconhecendo, mais tarde, que não tinha base legal para o fazer.

Mette Frederiksen visitou, em Kolding, uma dessas quintas, onde os animais foram sacrificados, mesmo estando saudáveis. Foi após a visita que pediu desculpa pelos erros cometidos, sem conseguir esconder a emoção, perante os jornalistas.

“Não tenho problemas em pedir desculpa pelo curso dos acontecimentos, porque de facto foram cometidos erros”, disse Frederiksen. Entre as pausas para tentar conter e enxugar as lágrimas, a chefe do Governo sublinhou que a responsabilidade não era dos criadores de visons. “É por causa do vírus, e espero que possa haver uma pequena luz ao fundo do túnel neste momento para os criadores de visons dinamarqueses”, disse.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
Sociedade

Seis países reportaram casos de covid-19 em visons

Sociedade

Mutação do vírus encontrada em martas detetada em 214 pessoas

Sociedade

Dinamarca vai matar 15 milhões de doninhas devido à Covid-19

Assine nossa Newsletter