EUA impõem restrições de visto a quatro países de língua portuguesa - Plataforma Media

EUA impõem restrições de visto a quatro países de língua portuguesa

Garantias de entrada podem chegar aos 15 mil dólares

Os cidadãos de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe terão que pagar uma garantia de entre cinco mil e 15 mil dólares americanos para poderem visitar os Estados Unidos, avança o portal Voa Português. Moçambique é, dessa forma, o único país lusófono em África não abrangido pela decisão.

A medida dissuadora, que entra em vigor na véspera do Natal, foi tomada ao abrigo de uma ordem temporária emitida pelo Departamento de Estado dos EUA e deverá prolongar-se até junho do próximo ano.

A ideia colocada em prática pelo governo de Donald Trump abrange diversos países, a maioria oriundos de África e é a forma encontrada pelos norte-americanos para combater abusos, uma vez que, diz o Departamento de Estado, os cidadãos dos países em questão “têm grandes níveis de violação de prazos de estadia dos seus vistos de turismo e de negócios”.

Para além dos quatro países, os EUA também colocaram na lista a República Democrática do Congo, a Libéria, o Sudão, o Chade, o Burundi, o Djibouti, a Eritreia, a Gâmbia, a Mauritânia, o Burkina Faso, a Líbia, o Afeganistão, o Butão, o Irão, a Síria, o Laos e o Iémen.

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Artigos relacionados
MundoPolítica

Casa Branca retoma atualizações da pandemia com Anthony Fauci

MundoPolítica

União Europeia saúda regresso dos EUA ao Acordo de Paris

MundoPolítica

OMS África critica acumulação de vacinas nos países ricos

AngolaCabo Verde

Pandemia aumenta dívida de África para 70% do PIB

Assine nossa Newsletter