Início China Estudo em Wuhan indica que assintomáticos podem não contagiar

Estudo em Wuhan indica que assintomáticos podem não contagiar

Os assintomáticos não são infecciosos? Esta será a principal conclusão de um estudo epidemiológico que envolveu quase toda a população de Wuhan.

Um estudo feito entre maio e junho na cidade chinesa de Wuhan – a cidade onde alegadamente “nasceu” a covid-19 – e que envolveu quase toda a população (dez milhões de pessoas), agora publicado na revista Nature, mostra que os portadores assintomáticos do vírus não são infecciosos.

O estudo envolveu cerca de 9,9 milhões de pessoas, ou seja, 92,9% da população – no fundo, todos os com mais de seis anos. Não foi detetado nenhum caso positivo sintomático de covid-19, mas registaram-se porém 300 assintomáticos. E o que o estudo concluiu é que “não houve evidência de transmissão de pessoas positivas assintomáticas para contatos próximos rastreados”.

Segundo o texto publicado na Nature, intitulado “Rastreio de ácido nucleico SARS-CoV-2 pós-bloqueio em quase dez milhões de residentes de Wuhan, China”, “estudos anteriores demonstraram que indivíduos assintomáticos infetados com o vírus SARS-CoV-2 eram infecciosos, podendo posteriormente tornar-se sintomáticos”.

Leia mais em Diário de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!