Como uma "forte ressaca". Os efeitos secundários da vacina Pfizer

Como uma “forte ressaca”. Voluntários da vacina Pfizer descrevem efeitos secundários

A maioria diz que sentiu febre, dores de cabeça e musculares. A farmacêutica anunciou na segunda-feira que os testes revelaram uma eficácia de mais de 90% no combate à covid-19.

Vários voluntários que participaram nos ensaios clínicos da vacina Pfizer revelaram que sofreram efeitos secundários comparáveis aos da vacina da gripe tradicional (dores de cabeça e nos músculos), com um deles a descrever que se sentiu como se estivesse com uma “forte ressaca”. Todos os voluntários, porém, mostraram-se orgulhosos por terem feito parte do ensaio e terem contribuído para algo de grande relevância para a humanidade.

Glenn Deshields, 44 anos, natural de Austin, nos Texas, EUA, revelou à agência de notícias AP, que sentiu sintomas semelhantes a uma “forte ressaca”, mas que desapareceram rapidamente. Glenn reconheceu ainda que depois de receber as duas injeções, realizou um teste que provou que foi capaz de desenvolver anticorpos contra o coronavírus.

Outro voluntário, Carrie, 45 anos, que reside no Missouri, revelou que após tomar a primeira vacina (em setembro) sentiu febre, dores de cabeça e ligeiras dores musculares. Por isso comparou os efeitos secundários semelhantes aos da vacina da gripe tradicional. Carrie confessou que estes mesmos efeitos aumentaram significativamente quando tomou a segunda vacina, em outubro.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados

CEO da Pfizer ganhou 4,7 milhões em ações no dia do anúncio da vacina à Covid-19

MundoSociedade

Europa prevê início de vacinação contra Covid-19 no começo de 2021

MundoSociedade

Covid-19: Conheça o casal de cientistas que ajudou a criar a vacina da Pfizer

BrasilSociedade

Brasil passa dos 163 mil mortos pela Covid-19

Assine nossa Newsletter