Consumo dos portugueses já começa a refletir novas restrições - Plataforma Media

Consumo dos portugueses já começa a refletir novas restrições

Há mais compras de bens de primeira necessidade desde o final de outubro. Online e entregas em casa também estão a aumentar.

Não há uma corrida em massa aos supermercados a encher os carrinhos com papel higiénico, mas os portugueses já se estão a preparar para as novas restrições para conter a pandemia. Desde outubro, algumas cadeias de supermercados denotam um aumento de compras de produtos de mercearia. E nas empresas de entrega ao domicílio, aumentam os pedidos nas lojas, restaurantes e supermercados, com as encomendas de frescos e sazonais a subir. Portugueses preparam-se para ficar em casa e cozinhar mais, numa altura em que restrições afetam 7,1 milhões de pessoas.

No Continente – líder de mercado – “a categoria de bens essenciais, como papel higiénico, leite, conservas, massas e farinha, verifica um aumento de vendas desde o início do mês de outubro, tendência que confirmamos também nos primeiros dias de novembro”, diz fonte oficial da cadeia da Sonae. “Face ao recente recolhimento e medidas apresentadas pelas autoridades, estimamos um novo incremento da procura no futuro próximo, ainda que inferior ao que ocorreu em março.”

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
DesportoMundo

Liverpool rendido a Diogo Jota já canta: "Como é que te podemos resistir?"

PortugalRegião

Castanheiro gigante em Portugal é candidato a árvore do ano 2021

FuturoPortugal

Portugal a meio da tabela na literacia da população em matéria de cibersegurança

PolíticaPortugal

Presidenciais: João Ferreira alerta para “o risco” de Marcelo “reabilitar” a direita

Assine nossa Newsletter