Início » Brasil identifica 3.299 espécies ameaçadas de extinção no seu território

Brasil identifica 3.299 espécies ameaçadas de extinção no seu território

Os dados preocupantes são de um relatório divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

O Brasil identificou 3.299 espécies de animais e plantas ameaçadas de extinção no seu território, segundo um relatório divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com dados referentes a 2014.

O número representa 19,8% das 16.645 espécies analisadas na Amazónia, Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica, Pampa, Pantanal e Ilhas Oceânicas, os principais biomas reconhecidos no país.

Segundo registos oficiais, há um total de 166.264 espécies (49.168 de plantas e 117.096 de animais) reconhecidos no Brasil.

Do total de espécies ameaçadas identificadas em 2014, 1.989 foram encontradas na Mata Atlântica o que representa 25% das espécies estudadas naquele bioma, um dos mais ricos em diversidade da fauna e flora do Brasil.

A Mata Atlântica ocupava originalmente mais de 1,3 milhão de quilómetros quadrados com áreas em 17 dos 27 estados brasileiros, estendendo-se por grande parte do litoral do país.

Mas, atualmente, restam apenas 12,4% de sua cobertura vegetal original, após anos de ocupações e atividades humanas, segundo a Fundação SOS Mata Atlântica.

Em seguida aparece o cerrado, o segundo maior ecossistema da América do Sul, com cerca de dois milhões de quilómetros quadrados de superfície e 1.061 espécies ameaçadas (19,7% do total analisado).

Nesse caso, o aumento da área modificada pela presença de seres humanos é mais recente e vem crescendo nas últimas décadas.

“O estudo mostra que essas ações se refletem no estado da fauna e da flora, depois que o bioma perdeu metade da área de cobertura natural”, alertou Leonardo Bergamini, coordenador do relatório do IBGE.

A lista dos biomas segue com a Caatinga, com 366 espécies ameaçadas (18,2%), e o Pampa, com 194 espécies em risco (14,5%)

O Pantanal e a Amazónia apresentam as maiores proporções de espécies na categoria “menos preocupante”, 88,7% e 84,3%, respetivamente, e também a menor percentagem dessas espécies de animais e plantas ameaçadas (3,8% e 4,7%).

Em números absolutos, são 54 espécies ameaçadas no Pantanal e 278 na Amazónia.

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!