Jornalista mexicano é assassinado na fronteira com os EUA, o sexto em 2020

Jornalista mexicano é assassinado na fronteira com os EUA, o sexto em 2020

Um jornalista mexicano e apresentador de um programa informativo foi morto a tiros na noite de quinta-feira na cidade mexicana de Ciudad Juárez, próxima à fronteira com os Estados Unidos, informou o governador de Chihuahua, Javier Corral

“Lamento e condeno o covarde assassinato” de Arturo Alba Medina, escreveu no Twitter o governador, assegurando que “justiça será feita”. 

O apresentador do Telediario da Multimídia Televisão, de 49 anos, foi morto “minutos depois de concluir seu programa informativo”, denunciou a organização Repórteres sem Fronteiras (RSF), que contabiliza seis jornalistas assassinados este ano no México.

O corpo do jornalista foi encontrado dentro de um veículo com 11 cartuchos deflagrados, reportou a imprensa local.

No último informativo que Media apresentou, os temas foram a corrupção nas corporações da polícia regional, o assassinato de uma menor praticado supostamente por agentes do Estado e confrontos entre narcotraficantes, acrescentaram informes da imprensa local.

Antes dele, foi assassinado no México Julio Valdivia, do jornal El Mundo de Veracruz. Seu corpo foi encontrado decapitado em 9 de setembro nesta região do leste do país.

Em 2019, foram mortos no México 10 jornalistas, segundo aa RSF.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MundoSociedade

Pentágono cancela projetos de construção de muro na fronteira com o México

MundoSociedade

EUA: Centenas de migrantes deportados são "largados" em zona perigosa do México

MundoSociedade

Tráfico de migrantes, um crime bilionário com pobres como mercadoria

MundoSociedade

Trinta militares acusados de desaparecimentos forçados são presos no México

Assine nossa Newsletter