Terroristas em Moçambique recrutam desertores e desmobilizados das forças armadas - Plataforma Media

Terroristas em Moçambique recrutam desertores e desmobilizados das forças armadas

Os grupos de terroristas que semeiam a violência no norte de Moçambique estão a ser reforçados com a entrada de novos elementos. São, na maioria, jovens que passaram pelas forças armadas ou que, em combate, optam por desertar.

A informação é adiantada hoje pelo jornal Carta que cita fontes da “inteligência” moçambicana, que lideram as operações na província de Cabo Delgado. Segundo estes, os grupos terroristas estão “cada vez mais poderosos” pois estão recrutar jovens que receberam “preparação básica militar e que, depois de expirarem os dois anos do período de ‘cumprimento’, optaram por desmobilizar”.

O mesmo jornal sustenta que o descontentamento no seio das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), causado pela má gestão da logística militar (alimentação e equipamento), detenções arbitrárias, falta de troca de efectivos e falta de pagamento de subsídios, tem sido outro factor aproveitado pelos terroristas, que aliciam alguns militares que se encontram no teatro operacional norte. Esta situação suporta o elevado número de desertores.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MoçambiqueReligião

Criada rede inter-religiosa para travar violência em Cabo Delgado

ChinaMoçambique

Cabo Delgado: China disponibiliza 120 toneladas de arroz para deslocados

MoçambiqueSociedade

Corpos ao abandono e crianças sozinhas nas matas em Cabo Delgado

MoçambiquePolítica

Cabo Delgado: Frelimo saúda ação diplomática do Governo, oposição aponta “incapacidade”

Assine nossa Newsletter