Justiça arquiva processo contra padre estrela que desviou milhões das doações dos fiéis - Plataforma Media

Justiça arquiva processo contra padre estrela que desviou milhões das doações dos fiéis

O padre celebridade de Goiás, Robson de Oliveira, é suspeito de ter desviado 120 milhões de reais (18 milhões de euros) de doações. O tribunal regional decidiu arquivar o caso. O Ministério Público classificou a decisão de “inusitada” e vai recorrer

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Goiás decidiu arquivar investigação criminal contra o padre Robson de Oliveira, suspeito de desviar R$ 120 milhões de doações de fiéis. A decisão provocou uma série de críticas nas redes sociais que foram consideradas “manifestações hostis e caluniosas” pela associação de magistrados.

O Ministério Público vai recorrer da decisão, que classificou como “inusitada”. Robson era investigado pelos crimes de organização criminosa, lavagem de capitais e apropriação indébita, na Operação Vendilhões, deflagrada em agosto deste ano. O padre é o principal nome que atrai milhares ao Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO).

novo templo em construção teve a obra iniciada em 2012, deve consumir R$ 1,4 bilhão e ainda não hoi concluído. Após a operação, o padre foi afastado da presidência da Associação dos Filhos do Pai Eterno (Afipe), da qual é fundador e que intermediava o uso do dinheiro dos fiéis. Ele também perdeu o título de reitor do santuário e havia sido proibido de participar de programas de TV, rádio ou internet, por decisão da Congregação do Santíssimo Redentor de Goiás.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Assine nossa Newsletter