Finanças criam verbas para a manutenção das escolas em Angola

por Gonçalo Lopes
Adelina Inácio

O Ministério das Finanças vai criar verbas específicas destinadas à manutenção regular de alguns serviços nas escolas do país, garantiu, ontem, em Luanda, o secretário de Estado do Tesouro.

Osvaldo João, que falava durante um encontro entre a ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, e governadores provinciais, para a avaliação do reinício das aulas, admitiu que a atribuição de verbas para a manutenção das escolas do primeiro e segundo ciclos é urgente, mas que só seria possível no próximo ano.

“Não vamos conseguir resolver este ano, mas vamos fazer tudo para que o próximo ano este problema seja resolvido”, garantiu.

Osvaldo João disse que o Presidente da República, João Lourenço, autorizou já o remanejamento das verbas de combate à pobreza e de merenda escolar para atender a situação da pandemia da Covid-19.

O secretário de Estado defendeu a realização de um estudo conjunto entre os Ministérios das Finanças e da Educação para identificar as necessidades urgentes e necessárias. “Não pode faltar água nas escolas, por isso este trabalho é urgente. Vamos engajar-nos na solução deste problema”, garantiu.

No encontro, orientado pela ministra de Estado para Área Social, os governadores e vice-governadores apresentaram várias preocupações, com destaque para a falta de água, luz, material de biossegurança, testagem dos professores e alunos e mais salas de aulas.

Leia mais em Jornal de Angola

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!