Adolescente foi violada e queimada vida. Caso gera vaga de protestos na Argélia - Plataforma Media

Adolescente foi violada e queimada vida. Caso gera vaga de protestos na Argélia

Chaima tinha apenas 19 anos. A rapariga argelina foi violada e queimada viva e o corpo carbonizado deixado numa gasolineira. O caso horrível motivou uma vaga de protestos contra a violência exercida sobre as mulheres no país em várias cidades da Argélia

Em Argel e Oran, várias dezenas de manifestantes foram para as ruas em protesto e exibiram fotos de Chaima, de 19 anos, cujo corpo carbonizado foi encontrado numa gasolineira abandonada na semana passada, noticia a BBC. Os investigadores adiantaram que a adolescente foi violada e queimada viva. O suspeito da violação e do homicídio qualificado de Chaima foi detido mas ainda não foi levado a tribunal.

A mãe de Chaima disse que o mesmo homem tentou violar a sua filha em 2016, quando ela tinha apenas 15 anos, mas dessa vez o caso foi arquivado.

As manifestações por Chaima e contra a violência exercida sobre as mulheres no país não foram de grande dimensão mas o aparato policial foi evidente. O corpo carbonizado de outra mulher terá sido descoberto numa floresta na noite passada.

Nas redes sociais foram vários os argelinos a pedir que a pena de morte seja restabelecida para esses crimes, enquanto outros simplesmente lamentaram a morte de Chaima.

Assine nossa Newsletter