Guru de Bolsonaro volta a disparar em direção ao Presidente do Brasil - Plataforma Media

Guru de Bolsonaro volta a disparar em direção ao Presidente do Brasil

Esquecido, Olavo de Carvalho denota não ter qualquer tento na língua. No seu Twitter oficial, o filósofo perde a compostura e arrasa Jair Bolsonaro e o seu governo

O escritor e filósofo brasileiro Olavo de Carvalho parece andar amargurado. Pelo menos é isso que demonstra nos consecutivos posts no seu Twitter oficial. Nos últimos dias e horas, o guru de Bolsonaro tem arrasado o Presidente do Brasil, apontado-lhe o dedo em diversas matérias. A ele e ao Governo por ele conduzido.

“Democracia, o car****. O Brasil é uma ditadura comunista, com um presidente direitista de fachada”, escreveu o filósofo, afirmando ainda que “os generais aceitaram o Bolsonaro como presidente só para usá-lo como fachada democrática da ditadura esquerdista que eles amam e servem”.

Mas o caldo entronou muito antes. Olavo chamou Bolsonaro de ingrato. “Subir na vida e, uma vez lá em cima, livrar-se dos que o ajudaram na escalada”, começa por lamentar o astrólogo nas redes, continuando em seguida o ataque: “O Bolsonaro aprendeu isso com Maquiavel e vai terminar como Maquiavel terminou: vivendo da caridade de seus inimigos”, escreveu Olavo. “Se há uns tipinhos que Deus odeia, são os ingratos. E não pensem que o diabo os ama”, concluiu.

Olavo também não esqueceu Damares Alves, relacionando-a com termos escatológicos. “Bolsonaro, Damares, mais todos os ministros e generais, somados, não têm cultura histórico-política suficiente para saber lidar com comunistas. Tomam no ** e se revoltam contra quem quer ajudá-los a escapar disso”, escreveu.

O guru ideológico do governo também afirmou recentemente que os bolsonaristas são psicóticos e que “com Lula havia liberdade”.

Artigos relacionados
BrasilPolítica

Bolsonaro aponta ‘ataques injustificados’ pelo aumento do desmatamento no Brasil

BrasilEconomia

Reforma da OMC é “elemento-chave” para economia, diz Bolsonaro no G20

BrasilSociedade

Bolsonaro anuncia no Amapá pagamento de energia retroativo a 30 dias

BrasilSociedade

Bolsonaro diz que há índigenas que "trocam madeira por coca-cola e cerveja"

Assine nossa Newsletter