CIDH preocupado com esterilizações a mulheres em centros migratórios dos EUA - Plataforma Media

CIDH preocupado com esterilizações a mulheres em centros migratórios dos EUA

O organismo que promove a defesa dos direitos humanos na América instou ainda o Estado norte-americano a “pôr fim imediato às esterilizações forçadas, investigar de forma célere os factos e sancionar as pessoas responsáveis.

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) manifestou esta quarta-feira “grande preocupação” após denúncias da realização de esterilizações e de negligência médica a mulheres migrantes num centro de detenção nos Estados Unidos.”A CIDH recorda que o Estado tem a obrigação de garantir a vida e a integridade das pessoas sob sua jurisdição e de obter o consentimento prévio, livre e plenamente informado antes de realizar qualquer intervenção médica, inclusive a esterilização cirúrgica”, destacou aquela comissão através da sua conta da rede social Twitter, citada pela agência Efe.

O organismo que promove a defesa dos direitos humanos na América instou ainda o Estado norte-americano a “pôr fim imediato às esterilizações forçadas, investigar de forma célere os factos, sancionar as pessoas responsáveis e tomar medidas para prevenir a repetição, garantindo o acesso efetivo à justiça das pessoas afetadas”.

Leia mais em TSF

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter