Trump promete vacinas de Covid-19 para todos os americanos até abril - Plataforma Media

Trump promete vacinas de Covid-19 para todos os americanos até abril

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que espera que sejam produzidas vacinas de Covid-19 suficientes para todos os americanos até abril. Ele também prometeu que as primeiras doses vão ser distribuídas assim que saia a aprovação, ainda este ano.

Trump referiu um “progresso histórico” ao falar nas três vacinas em fase final de desenvolvimento e testes, garantindo que pelo menos 100 milhões de doses estarão prontas até ao final do ano, talvez mais.

“Centenas de milhões de doses estarão disponíveis mensalmente, e esperamos ter vacinas soficientes para todos os americanos em abril,” disse.

Trump também prometeu que a vacina será distribuída à velocidade da luz. “Acredito que a distribuição vai ser ainda mais rápida do que a maioria das pessoas imagina”.

As vacinas são encaradas como um dos melhores métidos para travar a disseminação do coronavírus, que matou perto de 950 mil pessoas até ao momento, 198 mil só nos Estados Unidos, o país mais afetado.

O presidente está em fase de campanha e encara um desafio complicado para se reeleger, e tem repetido garantias de que, nas próximas semanas, vai sair uma vacina eficaz, que será aprovada antes da ida às urnas, a 3 de novembro.

Esse otimismo de Trump não é partilhado por alguns dos especialistas ligados ao governo. Na última semana, o diretor Robert Redfield, da CDC, falou sobre como a distribuição será limitada aos grupos prioritários e apontou os meses de novembro e dezembro para início do processo. Além disso, ainda afirmou que a implementação deverá levar vários meses.

“Acho que provavelmente só no final do segundo trimestre de 2021 é que uma vacina segura e eficaz estará disponível em larga escala e para o público em geral”, disse Redfield.

O rival democrata de Trump, Joe Biden, expresou dúvidas sobre as previsões do atual presidente e, durante uma intervenção no estado da Pensivânia, acusou Trump de querer interferir politicamente no lançamento da vacina..

“Não confio no presidente sobre vacinas”, disse Biden, explicando que prefere depositar a sua confiança em Anthony Fauci, o especialista da Casa Branca em doenças infecciosas. “Se Fauci disser que a vacina é segura, eu tomo a vacina”, concluiu. 

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter