Agostinho Neto deixou a sua marca como estadista, político e humanista, diz Bornito de Sousa - Plataforma Media

Agostinho Neto deixou a sua marca como estadista, político e humanista, diz Bornito de Sousa

O Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, afirmou, ontem, em Luanda, que Agostinho Neto deixou a sua marca enquanto estadista, político, diplomata, homem de cultura, médico e humanista, tendo dedicado o melhor empenho na gestão de um país recém-independente e ainda envolto em conflitos internos e agressão externa.

Ao discursar no acto central do Dia do Fundador da Nação e do Herói Nacional, Bornito de Sousa considerou que algumas frases ditas por Agostinho Neto são de dimensão nacional, africana e universal. Citou, como exemplo, a frase “de Cabinda ao Cunene, um só povo, uma só Nação”, que assinala a importância de unidade e harmonia entre todos os angolanos, independentemente do local de nascimento, etnia e estatuto político, social ou académico.

A célebre frase “o mais importante é resolver o problema do povo”, Bornito de Sousa considera-a actual e exige o envolvimento e a participação das comunidades beneficiárias, “sendo disso excelentes exemplos os Orçamentos Participativos e o Voluntariado”.

Leia mais em Jornal de Angola.

Related posts
AngolaCultura

Ensinamentos de Agostinho Neto exibidos em espectáculo

AngolaPolítica

“Pensamento de Neto foi determinante para a derrota do regime do apartheid”

AngolaPolítica

João Lourenço transmite condolências à família de Agostinho Neto

AngolaSociedade

Angola pede congelamento das contas da filha de Agostinho Neto na Europa

Assine nossa Newsletter