Seis cientistas portugueses com bolsas milionárias de Conselho Europeu - Plataforma Media

Seis cientistas portugueses com bolsas milionárias de Conselho Europeu

Este apoio tem um valor total de 11,1 milhões de euros, tendo o valor mais elevado (2,3 milhões) sido atribuído a um laboratório da Universidade de Aveiro.

O Conselho Europeu de Investigação (ERC) atribuiu bolsas de investigação a seis cientistas portugueses, no montante global de 11,1 milhões de euros, anunciaram esta quinta-feira fontes académicas.

A investigadora Sónia Cruz, do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), laboratório associado da Universidade de Aveiro conquistou uma bolsa de 2,3 milhões de euros, a bolsa de valor mais elevado das seis atribuídas a Portugal.

Seguem-se Paulo Rocha, do Centro de Ecologia Funcional da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, que vai receber 2,2 milhões de euros, Elias Barriga, do Instituto Gulbenkian de Ciência, com um financiamento de 1,8 milhões de euros, e Bárbara Gomes, da Faculdade de Medicina de Coimbra, com igual montante.

As duas restantes bolsas, no valor de 1,5 milhões de euros, contemplaram o investigador da Universidade de Évora Ricardo Agarez e o psiquiatra e neurocientista Albino Oliveira-Maia, do Centro Champalimaud.

A bolsa atribuída pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC) a Sónia Cruz permitirá desvendar os mecanismos que possibilitam a incorporação e manutenção em células animais de cloroplastos fotossinteticamente ativos, revelou a Universidade de Aveiro.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
MacauSociedade

Universidade de Macau lidera desenvolvimento de vacina com "potente resposta" em animais

AngolaSociedade

União Europeia dá 13 milhões para ensino superior angolano

PortugalSociedade

Alunos brasileiros estão a deixar Portugal

Assine nossa Newsletter