Portugal investiga financiamento da campanha de Passos Coelho pela Odebrecht - Plataforma Media

Portugal investiga financiamento da campanha de Passos Coelho pela Odebrecht

MP português apura se Pedro Passos Coelho foi beneficiado por contribuições financeiras da construtura alvo da Lava Jato e se o nome de código do ex-primeiro-ministro era o “Príncipe”

O Ministério Público de Portugal está investigando se a Odebrecht realizou, de forma não oficial, um repasse de cerca de 880 mil euros (R$ 5,8 milhões), para a campanha eleitoral do ex-primeiro-ministro luso Pedro Passos Coelho (PSD, de centro-direita), em 2015.

As autoridades investigam se corresponde ao antigo premiê o codinome “Príncipe”, que surge em uma das famosas planilhas de repasses da construtora.

A suspeita dos procuradores é de que o publicitário brasileiro André Gustavo Vieira, que trabalhou para o Partido Social-Democrata, tenha sido pago pela Odebrecht por serviços prestados na campanha de 2015.

André Gustavo foi o responsável pelas campanhas de Pedro Passos Coelho em 2011, quando este se elegeu primeiro-ministro, e em 2015, quando seu partido foi o mais votado, mas um acordo pós-eleitoral de legendas de esquerda (apelidado de “Geringonça“), garantiu o cargo de chefe do Executivo ao socialista António Costa —que continua no cargo até hoje.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilPolítica

Juiz do Supremo brasileiro proíbe uso de confissões da Odebrecht contra Lula

AngolaBrasil

Odebrecht vai construir a Refinaria de Cabinda

PolíticaPortugal

PSD não consegue justificar 600 mil euros para empresa de diretor da campanha de Passos

AngolaBrasil

Lula pede ajuda a Eduardo dos Santos para provar inocência

Assine nossa Newsletter