Hospital de campanha da Lunda-Norte preparado para receber pacientes - Plataforma Media

Hospital de campanha da Lunda-Norte preparado para receber pacientes

As províncias fronteiriças vão continuar a merecer uma atenção especial do Executivo, no sentido de travar a propagação ou importação de casos positivos do novo coronavírus, garantiu ontem, no Dundo, província da Lunda-Norte, o ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República.

Falando durante o acto de entrega do Hospital de Campanha para tratamento de casos positivos da Covid-19, Pedro Sebastião frisou que a fronteira entre Angola e a República Democrática do Congo (RDC), a partir da província da Lunda-Norte, além de vasta, é “bastante sensível” e, caso não sejam criadas as condições necessárias pode “provocar algumas perturbações ao resto do país”.

Pedro Sebastião, que é igualmente coordenador da Comissão Multissectorial de Prevenção e Combate à Covid-19, sublinhou que, apesar da Lunda-Norte ter registado apenas um caso positivo, já recuperado, “é na prevenção e na antecipação” que deve assentar o trabalho das autoridades sanitárias para cortar a cadeia de transmissão.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Rosa celebra 106 anos dias depois de vencer a Covid-19

PortugalSociedade

Mais de seis mil casos de covid-19 no terceiro pior dia em número de mortos

MundoSociedade

Merkel diz que é possível ter vacina anti-Covid antes do Natal

FuturoMundo

Mutações descobertas do coronavírus revelam que não se tornou mais contagioso

Assine nossa Newsletter