Escócia e Inglaterra escondem mortes em lares para proteger interesses comerciais - Plataforma Media

Escócia e Inglaterra escondem mortes em lares para proteger interesses comerciais

A rede de cuidados aos mais idosos na Grã-Bretanha é dominada por operadores privados com fins lucrativos.

As autoridades dos dois países recusam-se a identificar os lares onde a Covid-19 matou utentes. As instituições que supervisionam as residências para idosos defendem que precisam de proteger os interesses comerciais dos proprietários antes de um possível segundo surto.

A decisão foi avançada pelo Guardian e é uma resposta a um pedido que o jornal fez, para a divulgação dos dados, ao abrigo da lei de liberdade de informação. Tanto a Comissão da Qualidade dos lares inglesa como a ​​​​​​​Inspeção de Cuidados, da Escócia, partilham os dados com os governos, mas não o fazem publicamente porque temem que os padrões de atendimento possam ser ameaçados se os utentes começarem a deixar os lares.

A rede de cuidados aos mais idosos na Grã-Bretanha é dominada por operadores privados com fins lucrativos. Os dois reguladores alegam que se os operadores deixarem o mercado terá de ser o serviço nacional de saúde a garantir os cuidados aos mais idosos.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
MundoSociedade

Mercado clandestino vai forçar produção de vacinas genéricas

PortugalSociedade

Mais 58 mortes e 1027 novos casos nas últimas 24 horas

BrasilSociedade

Primeiro caso de covid-19 no Brasil completa um ano

PortugalSociedade

Número de mortes diárias cai para 49. Há 1160 novos casos de Covid-19 em Portugal

Assine nossa Newsletter