Jogadores da NBA recusam jogar em protesto contra a violência policial - Plataforma Media

Jogadores da NBA recusam jogar em protesto contra a violência policial

Os Milwaukee Bucks deram o primeiro passo ao anunciar que não vão disputar o quinto jogo da primeira ronda dos playoffs, Rockets, Thunder, Lakers e Trail Blazers seguiram o exemplo e a liga adiou todos os jogos. Vários jogadores manifestaram a intenção de não jogar ou mesmo abandonar a bolha da Disney.

Os Milwaukee Bucks representam o estado do Wisconsin na NBA, onde também fica a cidade de Kenosha, onde ocorreu um novo caso de violência policial, no passado domingo, onde um polícia baleou Jacob Blake nas costas, que ficou paralisado da cintura para baixo.

As conversas nos diversos balneários da bolha da Disney têm sido ruidosas, a ponto da imprensa desportiva norte-americana avançar com a possibilidade de jogadores recusarem jogar ou mesmo abandonar o local e ir para casa.

Os Bucks foram os primeiros a anunciar o boicote, mas já se seguiram os cancelamentos dos jogos entre Lakers e Trail Blazers e entre Rockets e Thunder. Enquanto se aguarda a decisão de Boston Celtics e Toronto Raptors, a própria NBA decidiu adiar os 3 jogos do dia: Bucks VS Magic, Lakers VS Blazers e Rockets X Thunder.

Por toda a NBA, jogadores que estão a disputar os playoffs e outros que já estão fora da competição têm manifestado a sua indignação e solidariedade nas redes sociais.

Assine nossa Newsletter