Suspeito de ataques antissemitas é preso na Áustria - Plataforma Media

Suspeito de ataques antissemitas é preso na Áustria

A polícia austríaca deteve um homem como parte de uma investigação após vários ataques antissemitas em Graz, incluindo uma agressão e atos de vandalismo, disse um porta-voz à agência de notícias APA neste domingo. 

O preso é suspeito de ter atacado o presidente da comunidade judaica local e de atirar pedras e pichar em uma sinagoga. 

Fontes do Ministério do Interior disseram à APA que o suspeito confessou seu envolvimento. Detalhes sobre sua identidade não foram divulgados. 

Na quarta-feira, a sinagoga apareceu cheia de grafites pró-palestinos. 

Na noite de sábado, o presidente da comunidade judaica, Elie Rosen, foi atacado no meio da rua por um desconhecido armado com uma vara, mas não teve ferimentos. 

Os ataques foram condenados pelo presidente austríaco Alexander Van der Bellen e pelo primeiro-ministro Sebastian Kurz. 

“O ódio aos judeus e o antissemitismo não têm lugar em nossa sociedade”, tuitou Van der Bellen, enquanto Kurz se declarou “chocado com a agressão”. 

Na Áustria, 550 incidentes antissemitas foram registrados em 2019. 

A sinagoga de Graz, destruída durante a Noite dos Vidros Quebrados em 1938 pelos nazistas, foi reconstruída no mesmo lugar 72 anos depois.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MundoPolítica

Áustria fecha fundo de indemnização para vítimas do nazismo

AngolaPolítica

Angola e Áustria estudam cooperação no domínio da modernização administrativa

MundoSociedade

Áustria é o primeiro país da UE a adotar vacinação obrigatória

MundoSociedade

Áustria anuncia confinamento de não vacinados a partir de segunda

Assine nossa Newsletter