Inteligência artificial já imita Guimarães Rosa e pode mudar a nossa forma de pensar - Plataforma Media

Inteligência artificial já imita Guimarães Rosa e pode mudar a nossa forma de pensar

Antropólogo testa programa e alimenta utopia de antropofagia brasileira nessa tecnologia de ponta.

Espantado com as proezas de tecnologias capazes de produzir textos, até mesmo criando propostas a partir de frase de Guimarães Rosa, antropólogo analisa os impactos gerados pela inteligência artificial, aponta dilemas éticos relativos a seu uso, teme pelo aumento da dependência em relação aos países produtores de softwares e almeja que as novas práticas façam florescer no Brasil modos mais diversos e colaborativos de pensar.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter