Utentes do lar "morreram de Covid-19". Autarca de Reguengos desmente Ordem dos Médicos - Plataforma Media

Utentes do lar “morreram de Covid-19”. Autarca de Reguengos desmente Ordem dos Médicos

José Calixto contesta o relatório da Ordem dos Médicos, que admite a possibilidade de os óbitos se terem devido a condições deficientes na instituição, à desnutrição ou desidratação dos idosos

A Covid-19 esteve na origem da morte dos 16 utentes do lar de Reguengos de Monsaraz. É o que revelam as certidões de óbito, assegurou à TSF o presidente da autarquia.

“Tenho conhecimento de que, em todas as certidões de óbito daqueles que infelizmente perdemos, não estão os motivos de desidratação ou desnutrição. Em todas as certidões de óbito, o motivo é a infeção generalizada por Covid-19”, assinala.

Em declarações à TSF, José Calixto contesta o relatório da Ordem dos Médicos, que admite a possibilidade de os óbitos se terem devido a condições deficientes na instituição. O presidente da câmara e dirigente do conselho de administração da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, que abrange o lar, reconhece, ainda assim, que, a partir do momento em que surgiu o surto de infeções, o lar transformou-se num cenário de guerra.

Leia mais em TSF

Related posts
BrasilSociedade

Laboratório diz que duas doses da Coronavac "neutralizam" Ómicron

Cabo VerdeSociedade

São Tomé inicia vacinação de menores e terceira dose para prioritarios

ChinaDesporto

Pandemia não cria “risco extra” para os Jogos Olímpicos de inverno

MundoSociedade

França identifica nova variante com mais de 40 mutações genéticas

Assine nossa Newsletter