Angola está a formar técnicos para lidarem com a discriminação racial - Plataforma Media

Angola está a formar peritos em discriminação racial

Angola considerou hoje que a aplicação da Convenção para Eliminação de Formas de Discriminação Racial levanta “questões controversas”, incluindo fenómenos históricos como a escravatura e o colonialismo, e está a capacitar agentes públicos nesse domínio

Segundo a secretária de Estado para os Direitos Humanos angolana, Ana Celeste, a aplicação deste instrumento jurídico internacional impõe também “outras questões de importância crucial como problemas enfrentados pelas vítimas e da discriminação dupla”.

O país ratificou a Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas das Formas de Discriminação Racial, em outubro de 2019, através da Resolução da Assembleia Nacional nº35/19, de 09 de julho.

Falando hoje na abertura de um seminário sobre a Convenção, que decorre em Luanda, Ana Celeste considerou que, apesar dos progressos já realizados, o mundo tem ainda um longo e árduo caminho a percorrer.

“E com o surgimento de novas tecnologias e o advento da globalização, novos desafios se colocam neste domínio, exigindo medidas inovadoras e esforços concertados a nível nacional, regional e internacional”, disse.

Há quase um ano como Estado parte da Convenção, Angola, recordou a governante, deve apresentar um relatório sobre as medidas de caráter legislativo, judiciário, administrativo ou outras que tenha adotado na concretização das disposições do instrumento.

Elevar a capacidade técnica dos agentes públicos angolanos para um maior conhecimento na elaboração dos relatórios periódicos constitui um dos propósitos do seminário.

O encontro visa igualmente sensibilizar a sociedade angolana sobre a Convenção a partir de uma perspetiva de direitos humanos, ação que decorre no âmbito do Plano de Execução da Estratégia Nacional dos Direitos Humanos.

Related posts
PortugalSociedade

Três em cada dez raparigas sentem-se discriminadas só por serem mulheres

BrasilSociedade

MP investiga exclusão da comunidade LGBT+ em questões do censo

MacauSociedade

Discriminação de residentes na MTR rejeitada pelo Governo

DesportoPortugal

Fernando Santos protagonista de campanha da FPF contra discriminação

Assine nossa Newsletter