Vinho de Pias: a fama criada pelo PREC e a revolução hoje em marcha

Vinho de Pias: a fama criada pelo PREC e a revolução hoje em marcha

A história do vinho de Pias, no Baixo Alentejo, está ligada à família Margaça, cuja 3.ª geração está empenhada em valorizar a marca e a região.

Lá vai Serpa, lá vai Moura, e as Pias ficam no meio». Assim começa uma moda tradicional alentejana, imortalizada por Amália Rodrigues, que situa, geograficamente, aquela localidade da margem esquerda do Guadiana.

No mundo do vinho, a designação Pias surge em muitos rótulos. Mas só um número muito reduzido de referências é produto daquele rincão do Baixo Alentejo.

Desse modo, identidade e origem dão cunho aos vinhos produzidos pela família Margaça. O trajeto começou nos idos de 70 do século passado e já chegou à 3.ª geração.

A história remonta a 1970, quando José Veiga Margaça, natural de Torres Vedras, se estabeleceu no Alentejo como representante de um armazenista de vinhos.

 (Filipe Farinha/Stills)

Leia mais em TSF

Este artigo está disponível em: English

Related posts
DesportoPortugal

Jogadores estrangeiros trocam campos de futebol pelos agrícolas no Alentejo

Assine nossa Newsletter