Mulheres são as mais prejudicadas pelo impacto da pandemia no comércio - Plataforma Media

Mulheres são as mais prejudicadas pelo impacto da pandemia no comércio

Segundo a Organização Mundial do Comércio, as mulheres são a maioria dos trabalhadores em setores mais afetados, como têxteis, calçados e viagens

Mulheres devem ser mais prejudicadas que homens pela redução no comércio internacional provocada pela pandemia de coronavírus, afirmou nesta quarta (5) a OMC (Organização Mundial do Comércio).

De acordo com a entidade, isso ocorre porque elas são a maioria dos trabalhadores de setores como têxteis, vestuário, calçados e produtos de telecomunicações. Setores esses que tiveram as maiores quedas no crescimento das exportações durante os primeiros meses da pandemia.

Em alguns países, como Bangladesh, elas chegam a ser 80% dos funcionários das confecções. Um segmento cujas encomendas despencaram quase à metade no primeiro trimestre e tiveram queda de 81% em abril.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Assine nossa Newsletter