Cervejaria fundada e gerida por negros sofre ataques racistas - Plataforma Media

Cervejaria fundada e gerida por negros sofre ataques racistas

Enquanto muitas empresas familiares enfrentam as consequências econômicas da pandemia, uma família de Porto Alegre precisa lidar com uma dificuldade a mais: o racismo.

Desde que os sócios da cervejaria Implicantes, um negócio fundado e gerenciado por negros, lançaram um financiamento coletivo, ataques racistas são dirigidos à marca.

A cervejaria tem rótulos que homenageiam, sem estereótipos ofensivos, personalidades negras como o abolicionista Luís Gama (1830-1882), a escritora Maria Firmina dos Reis (1822-1917), o jogador de futebol Leônidas da Silva (1913-2004) e a atriz Ruth de Souza (1921-2019).

Comentários como “cerveja é culturalmente nórdica”, “vende Pilsen, Lager? Ou só cerveja preta mesmo?” e “se vier furada como a Marielle [Franco, vereadora assassinada em 2018], não aceito” dão o tom das agressões sofridas.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Artigos relacionados
MundoPolítica

Quatro polícias franceses acusados por agressão brutal a produtor negro

BrasilSociedade

Artista negro morre baleado por polícia em São Paulo

MundoSociedade

França suspende polícias após agressão brutal a produtor musical negro que durou 20 minutos

BrasilSociedade

Polícia brasileira detém funcionária do Carrefour envolvida na morte de cidadão negro

Assine nossa Newsletter