McLaren e Williams apostam na prata da casa - Plataforma Media

McLaren e Williams apostam na prata da casa

O sucesso do inglês Lewis Hamilton, 35, hexacampeão da F-1, contrasta com o ostracismo vivido pelas duas tradicionais equipes britânicas da categoria: McLaren e Williams.

As escuderias, que nas décadas de 1980 e 1990 conquistaram 16 títulos de construtores e 16 de pilotos, vivem longos jejuns de troféus. A McLaren desde 2008, quando Hamilton faturou o primeiro dos seus seis campeonatos (os outros cinco foram pela Mercedes). A seca da Williams vem de 1997, ano em que o canadiano Jacques Villeneuve foi campeão.​

Essas equipas também passaram ou passam por graves crises financeiras. A McLaren escapou da insolvência no ano passado, ao obter um empréstimo de valor equivalente a mais de R$ 1 bilhão do banco nacional do Bahrein, que detém a maioria das suas ações.

Já a Williams vive cenário mais complicado: perdeu seu principal patrocinador para esta temporada e admite a possibilidade de ser vendida, além de não conseguir sair do último pelotão no grid.

Leia mais em a Folha de São Paulo

Artigos relacionados
Desporto

Max Verstappen vence última prova do ano na Fórmula 1

Desporto

Grosjean escapa a acidente impressionante no GP do Bahrein

Desporto

Lewis Hamilton discute contrato vitalício com a Mercedes

BrasilDesporto

Piloto carioca de 16 anos sobe ao pódio do Campeonato Britânico de F3

Assine nossa Newsletter