Portugal lamenta decisão britânica "sem fundamentação" - Plataforma Media

Portugal lamenta decisão britânica “sem fundamentação”

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, lamentou esta sexta-feira a decisão do Reino Unido de manter a obrigação de quarentena para os passageiros que cheguem de Portugal, garantindo que a decisão “não está fundamentada nos factos nem nos dados” que monitorizam a evolução da pandemia de covid-19 no nosso país.

No final do debate do Estado da Nação no Parlamento, o ministro explicou que, após a primeira decisão do governo inglês de colocar Portugal na lista de países com restrições, encetou um diálogo com o seu homólogo britânico para garantir que os cinco critérios usados pelo Reino Unido para justificar a decisão tinham, afinal, uma evolução “muito positiva”. “O que eu combinei com o meu colega britânico foi cumprido”, disse.

Santos Silva indicou os cinco parâmetros invocados pelo Reino Unido: capacidade de testagem, à taxa de letalidade, ao índice de reprodução, à capacidade de resposta dos serviços de saúde e ao número de casos por 100 mil habitantes, que garantiu estar a evoluir de forma favorável.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
ChinaDesporto

COI confirma 72 casos relacionados com Jogos Olímpicos de Inverno

AngolaBrasil

Pandemia agradece aos individualismos

Lifestyle

Adele chora ao cancelar espetáculos em Las Vegas devido ao Covid

MundoSociedade

Áustria é o primeiro país da UE a adotar vacinação obrigatória

Assine nossa Newsletter