Vírus que matou 400 elefantes pode ser transmitido para humanos - Plataforma Media

Vírus que matou 400 elefantes pode ser transmitido para humanos

Investigadores estão a analisar a ameaça e esperam obter resultados nas próximas semanas.

Cerca de 400 elefantes foram encontrados, misteriosamente, sem vida no Botswana. Após alguma análises, um grupo de investigadors suspeitam tratar-se de um vírus mortal.

Mais de 350 elefantes morreram no norte do Botswana num misterioso massacre descrito como “desastre de conservação”. Se no início de maio tinham sido registados 169 mortes sem razão aparente, em meados de junhos o número já tinha duplicado.

Há relatos dos momentos que antecedem a morte dos animais: ar confuso,a vaguear em círculos e a cair sobre a face antes de morrerem. Os cientistas acreditam que se pode tratar de um novo vírus.

O canário pode ficar ainda mais negro. De momento, estuda-se a possibilidade de o vírus ser transmissível para humanos.

“O pior dos cenários pode transformar-se em algo ainda pior. É muito importante perceber se isto pode ser transmitido às pessoas. Sim, é um desastre da conservação [animal] mas tem potencial para se tornar num caso de crise de saúde pública”, afirma Niall McCann, diretor do departamento de Conservação do Parque Natural de Resgate.

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Artigos relacionados
MundoSociedade

Índia regista 861 mortes e mais de 60 mil novos casos em 24 horas

DesportoMundo

Barcelona e Bayern carimbam passagem para fase final da Champions em Portugal

Mundo

Imprensa fala de possível combinação entre Twitter e TikTok

FuturoMundo

Afinal, os espermatozóides não “nadam” como enguias

Assine nossa Newsletter