Um conto de duas cidades

Um conto de duas cidades

Finalmente, a fronteira é reaberta. A partir de 15 de julho, todos os visitantes que entrarem na província de Cantão através das fronteiras de Macau estão isentos da quarentena de 14 dias.

Embora a isenção seja limitada a apenas nove cidades da Área da Grande Baía, é um grande passo para o fim do confinamento. Os residentes de Macau estavam famintos por esta decisão. Assim que o anúncio foi feito ontem à noite, a página online dos Serviços de Saúde para marcação de testes ficou com dificuldades de acesso, devido à alta demanda de pedidos.

As autoridades devem estar bem preparadas para o elevado número de pedidos de testes, necessários para atravessar a fronteira. É um dia para comemorar, mas também devemos continuar atentos à prevenção da pandemia.

As autoridades locais devem tornar claras as diretrizes para a indústria do turismo, de forma a garantir a segurança da polulação e dos turistas, bem como tentar minimizar ao máximo os riscos. O número de novos casos aumentam a cada dia. Em Hong Kong, novos casos de coronavírus de dois dígitos são relatados diariamente e assombram a sociedade.

O governo de Hong Kong reforçou novamente a política de prevenção de epidemias. Os parques temáticos foram fechados novamente e os restaurantes voltaram a estar abertos à noite apenas para serviço de entregas ao domicílio. O regulamento sobre o ajuntamento de pessoas foi revisto e a reuniao de mais de quatro pessoas é agora considerado ilegal. Hong Kong e Macau estão ligadas apenas por uma ponte, mas a política de prevenção de epidemias é diferente entre as duas cidades.

A circulação de pessoas entre as duas cidades foi suspensa por alguns meses, mas a circulação de mercadorias nunca parou. Há dias, funcionários de uma empresa de transporte rápido foram confirmados positivos para o Covid-19 e toda a mercadoria precisou de ser desinfetada.

No passado mês de abril, uma pessoa oriunda da China continental não lavou as mãos antes de pegar num pacote e confirmou-se posteriormente ter sido contagiado com o novo coronavírus.

As autoridades de Macau devem fazer uma reflexão profunda sobre a política de prevenção de epidemias na questão relacionada com a logística, para garantir a segurança da cidade.

*Jornalista e editor chinês da Plataforma

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Artigos relacionados
Opinião

Desenvolvimento da Indústria do Desporto

Opinião

Ligações de transporte

Opinião

A forma como recebemos informação

Opinião

Talentos em Línguas Estrangeiras

Assine nossa Newsletter